logo RCN
INICIATIVA

Câmara de São Miguel do Oeste é a primeira do Estado a implantar Programa Antonieta de Barros

  • Fotos Tiarajú Goldschmidt/Câmara de Vereadores -

A Câmara de Vereadores de São Miguel do Oeste lançou oficialmente, nesta segunda-feira, dia 4, o programa de estágios denominado Antonieta de Barros. O lançamento, realizado no plenário da Câmara, contou com a presença de vereadores, representantes da Assembleia Legislativa de Santa Catarina e servidores do Poder Legislativo Municipal.

Na ocasião, representantes da Câmara de São Miguel do Oeste e a Alesc assinaram um Termo de Compromisso para a implantação do Programa Antonieta de Barros. O projeto foi instituído através da Lei Municipal nº 8.162/2023, e visa à inclusão social de jovens em situação de hipossuficiência. O Programa tem por objetivo possibilitar o acesso do jovem socialmente excluído ao ambiente do trabalho.

Inicialmente, serão oferecidas três vagas de estágio, que são destinadas a jovens matriculados no Ensino Médio ou superior, com idade entre 16 e 24 anos, e com renda familiar inferior a 2,5 salários-mínimos. Os estagiários passarão por processo seletivo. Conforme o texto da lei, os setores onde os estagiários atuarão, bem como a retribuição mensal, em forma de bolsa de trabalho, serão definidos em ato da Mesa Diretora da Câmara. O texto ainda prevê que o coordenador do programa contará com o auxílio técnico, pedagógico e operacional da Escola do Legislativo.

O presidente da Câmara de Vereadores, Paulo Drumm, ressaltou que a Câmara de São Miguel do Oeste é a primeira câmara do Estado a aderir ao programa da Assembleia Legislativa. Drumm ressaltou que ele próprio iniciou a carreira profissional através de um estágio. “Quando damos a oportunidade para este jovem [em situação de vulnerabilidade], estamos salvando uma vida. Estamos salvando, talvez, aquele núcleo familiar e quebrando o ciclo de violência. Por isso este programa é de fundamental importância para todos nós, para que possamos fazer um pouco da nossa parte para contribuir para nossa sociedade”, afirmou Drumm. “É uma oportunidade que daremos para que adolescentes tenham uma perspectiva de futuro e possam auxiliar aqui no Poder Legislativo”, acrescentou.

O diretor-geral da Alesc, Alexandre Lencina Fagundes, afirmou que São Miguel do Oeste está de parabéns por implantar o programa. Ele cumprimentou os vereadores pela celeridade com que o programa tramitou na Câmara, e pela sensibilidade em aprová-lo. “É um projeto de estágio, mas um estágio diferente. Ele atinge jovens que têm vulnerabilidade social, hipossuficiência econômica. É destinado a jovens que estejam estudando, e esse estágio é remunerado”, explicou. “Esse programa tem uma lógica de responsabilidade social muito grande”, acrescentou, citando que a Alesc iniciou o programa com 20 vagas e hoje oferece 60 vagas de estágio. Por fim, desejou sucesso e oportunidade aos jovens que participarão do Programa Antonieta de Barros.

Também participaram do ato a coordenadora de Estágios da Alesc, Mirian Lopes Pereira; a coordenadora do Centro de Apoio às Câmaras Municipais da Alesc, Ilka Maria Fretta; a secretária municipal de Assistência Social, Andreia Rebelatto, e vereadores de São Miguel do Oeste.




Câmara de Vereadores

Tentativa de feminicídio é registrada no município de Paraíso Anterior

Tentativa de feminicídio é registrada no município de Paraíso

Intenção de compras dos catarinenses para o Natal deve crescer 24% Próximo

Intenção de compras dos catarinenses para o Natal deve crescer 24%

Deixe seu comentário

Nossas Redes

Impresso