logo RCN
INICIATIVA

Alesc adere ao Programa “Educando Cidadãos: o que todos nós temos a ver com a corrupção?”

  • Bruno Collaço / Agência AL -

A Assembleia Legislativa aderiu ao programa “Educando Cidadãos: o que todos nós temos a ver com a corrupção?”, nesta terça-feira, dia 2. O termo de adesão foi assinado, durante a suspensão da sessão ordinária, pelo presidente da Casa, deputado Mauro De Nadal (MDB), que classificou o projeto como uma brilhante iniciativa.

“Esse programa contribui para a formação de cidadãos ativos e conscientes e estimula as novas gerações a atuarem como agentes transformadores em busca de mudanças positivas no comportamento ético comunitário. A partir deste ato, a Alesc é parceira do projeto, buscando atuar de maneira articulada com outras instituições para a implementação do projeto”, destaca o presidente.

De Nadal parabenizou todas as outras 20 entidades que também aderiram ao programa. “A gente acompanha esse projeto há muito tempo e sabe do impacto positivo que tem causado na vida do catarinense”, completa.

Idealizado pelo promotor de justiça do MPSC (Ministério Público de Santa Catarina), Affonso Ghizzo Neto, o programa tem o objetivo de formar seres humanos pensantes e críticos, para o exercício de uma cidadania ativa e integral. As ações são voltadas para a educação, com envolvimento de educadores, estudantes e comunidade escolar.

Segundo Ghizzo Neto, o projeto é fruto da articulação de várias instituições públicas e privadas que têm o entendimento que “por meio da educação se faz uma cultura de controle social”. Ele destacou ainda que a “boa política” é compatível e “anda de mãos dadas” com a participação social.

Durante o ato, a deputada Luciane Carminatti (PT) também utilizou a palavra para destacar a pertinência do projeto. Segundo ela, é necessário o diálogo para construção de uma cultura de combate à corrupção e o envolvimento dos educadores neste processo é essencial.


Instituições envolvidas

Para representar o Parlamento catarinense no projeto foram designados os servidores André Luiz Bernardi, chefe de gabinete da presidência, e Marcos Flavio Ghizoni Junior, controlador-geral da Alesc.

Fizeram parte da mesa de honra representantes das diversas instituições catarinenses ligadas ao projeto: o vice-presidente do Tribunal de Justiça de Santa Catarina, Júlio César Machado Ferreira de Melo; o coordenador e idealizador do programa, Affonso Ghizzo Neto; o chefe de gabinete da presidência da Alesc, André Luiz Bernardi; o controlador-geral da Casa, Marcos Flavio Ghizoni Junior; o presidente da Associação Catarinense do Ministério Público, Alexandre Estefani e o vice-presidente do Conselho Regional de Contabilidade de Santa Catarina e coordenador do projeto, Roberto Aurélio Merlo.


Propostas do "Educando Cidadãos"

A atuação do programa ocorre em quatro eixos:

1 - Capacitar educadores, alunos e membros voluntários da comunidade sobre a corrupção e o papel decisivo da educação como instrumento de transformação social. Incentivando a implementação de mudanças de comportamentos corruptos junto à comunidade;

2 - Provocar reflexão sobre condutas e comportamentos de alunos e educadores que corroboram a falta de uma ética universal e plural baseada na participação, cooperação e controle social;

3 - Identificar problemas locais e comportamentos individuais nocivos banalizados na comunidade, propondo iniciativas, ações e soluções para os problemas;

4 - Oferecer meios, estratégias e incentivos para estimular o aprendizado em sala de aula, capacitando qualitativamente os alunos, levando-os para o exercício contínuo da reflexão, identificação e resolução de problemas comunitários.




Agência AL com a colaboração de Cintia Oliveira

Fesporte divulga edital do programa Bolsa-Atleta para 2024 Anterior

Fesporte divulga edital do programa Bolsa-Atleta para 2024

Projeto obriga inserção de QR Code em placas de obras públicas Próximo

Projeto obriga inserção de QR Code em placas de obras públicas

Deixe seu comentário

Nossas Redes

Impresso