Siga nossas redes

      
selo_final_Prancheta 4.png


SAÚDE

Lactantes precisam de aval de médico

Foto: Leonardo Sousa/PMF

As mulheres lactantes, que foram incluídas como grupo prioritário de imunização da Covid-19 em Santa Catarina, precisam apresentar relatório médico ou prescrição do imunizante pelo profissional. A demanda consta na nota técnica emitida pela SES (Secretaria de Estado da Saúde) nesta sexta-feira, dia 18, e leva em consideração a bula das vacinas.

"Poderão ser vacinadas lactantes (mulheres que estejam amamentando) com 18 anos ou mais, com as vacinas Covid-19 dos laboratórios Comirnaty/Pfizer ou Sinovac/Butantan, que apresentem relatório médico ou prescrição da vacina Covid-19", diz a nota técnica. O mesmo vale para as gestantes e puérperas, que retomam a vacinação a partir deste sábado, dia 19.

As doses da AstraZeneca não são recomendadas para esses grupo prioritário.

O documento oficializa as regras para a imunização das lactantes. Segundo a nota, elas devem comprovar a condição com a apresentação de prescrição ou declaração médica, além de documento de identidade com foto e/ou cartão do SUS.

A nota também prevê um cronograma para a cobertura deste grupo:

-A partir de 19 de junho: lactantes que amamentam crianças com até 6 meses de idade;

-A partir de 26 de junho: lactantes que amamentam crianças entre 6 meses a < de 1 ano de idade;

-A partir de 3 de julho: lactantes que amamentam crianças entre 1 ano a < de 2 ano de idade;

-A partir de 10 de julho: lactantes que amamentam crianças maiores de 2 anos de idade.

selo_final_Prancheta 26.png
Mais lidas do dia

EDITORIAS

Rua Duque de Caxias, 1302, Centro. São Miguel do Oeste – SC. CEP: 89900-000 Telefone: (49) 3621-1244

Copyright © 2011. Todos os direitos reservados | Associação dos Jornais do Interior de Santa Catarina